FICHA TÉCNICA

Editora: Record (Rio de Janeiro)

Ano de publicação: 2006

Ilustrações: Eloar Guazzelli

Número de páginas: 154

Formato: 23cm x 16cm

Acompanha caderno de fotos

SEIS TOMBOS E UM PULINHO

Um dia descobri que a vida de Santos-Dumont foi uma grande e tresloucada aventura. Decidi contá-la nesse livro de um jeito diferente. Em vez do eterno "nasceu, cresceu, morreu", preferi falar dos perigosos acidentes que ele sofreu em pleno ar e que poderiam ter reduzido o nosso inventor genial a pó. Foram tombos espetaculares, que fariam qualquer um desistir. Uma vez, caiu sobre a castanheira do jardim do milionário Rothschild. Em outra, ficou pendurado no alto do Hotel Trocadero e teve que escalar o prédio como se fosse o Homem Aranha. Santos-Dumont não desistiu. De tombo em tombo, saiu do solo em 1906 a bordo do 14-Bis. Foi um voo curto, de apenas 60 metros de distância, o tal pulinho do título, “mas um salto gigantesco para a humanidade”. Opa. Acho que alguém já disse isso...

O livro ganhou supervisão técnica e histórica de Marcos Villares, sobrinho-bisneto de Dumont. A narrativa é leve e brincalhona, mas tudo o que está ali faz parte da História, com H maiúsculo.

Seis Tombos e Um Pulinho foi a base do projeto educativo internacional VOO PBF, que conectou professores e alunos de Portugal, França e Brasil, e recebeu o Prêmio Microsoft Educadores Inovadores 2008.

"Ao contar a vida de Santos-Dumont a partir de seus "tombos" espetaculares, Claudio Fragata aproxima o leitor do lado mais humano do inventor do 14-bis, mostrando assim seu talento, determinação e coragem. Tudo numa linguagem ágil e bem humorada, sem deixar de ser fiel aos fatos. Aqui, a vida de Santos-Dumont se transforma numa aventura de tirar o fôlego."

Marcos Villares, sobrinho-bisneto de Santos-Dumont.